fbpx

Banhos mais quentes durante o inverno com aquecedor de água solar

Banhos Mais Quentes Durante o Inverno!

É possível ter banhos mais quentes durante o inverno? Com certeza, e você consegue até mesmo economizar, se fizer uso de aquecimento solar.

A tecnologia de aquecer água pela radiação solar é muito empregada em países desenvolvidos. Afinal, além de ser boa para o meio ambiente, também ajuda na hora de diminuir a conta de luz.

Com a limpeza regular, até mesmo nos dias de inverno, geralmente mais nublados, servem para aquecer a água. No entanto, é interessante investir em placas mias eficientes para aproveitar ao máximo o sol desses períodos. Neste post, vamos explicar direitinho como você e sua família podem ter banhos mais quentes durante o inverno.

Boa leitura!

Banhos mais quentes durante o inverno com aquecimento solar

Os chuveiros elétricos são estruturados para aquecer a água através de uma resistência elétrica. Isso significa que precisamos aquecer um metal através da eletricidade e, pelo contato, realizar a transferência de calor entre a resistência e a água.

O problema disso é o alto consumo de energia elétrica, pois, como você deve imaginar, não é fácil esquentar metais com eletricidade. O ferro de passar roupas também funciona dessa forma, só que ao invés de água, temos o tecido da vestimenta. Ambos são grandes vilões da conta de luz, dado seu sistema de aquecimento. No inverno, a baixa eficiência do chuveiro elétrico pesa muito no bolso dos brasileiros; uma maneira de se livrar dessa conta é adotar uma fonte de aquecimento renovável.

Ao trocar a resistência elétrica pelo sistema de aquecimento solar, você vai abater uma porcentagem interessante da conta de força (na casa dos 40%) e ainda ajuda a preservar a natureza.

Vamos entender como esse sistema funciona.

Use o sol para economizar na conta de força

Você sabia que o sol é uma fonte de radiação? Na verdade, qualquer luz, a rigor, é chamada de radiação. Radiação é a transferência de energia através do espaço, em forma de ondas eletromagnéticas (também conhecida como luz).

O espectro solar é muito rico em comprimentos de onda, além de entregar uma ótima energia, se bem captado. No caso do aquecimento solar de água, essa energia é convertida em aquecimento das placas solares que, quando em contato com a água, transfere calor para o líquido.

Para proporcionar banhos mais quentes durante o inverno, o sistema precisa contar com um reservatório de água quente, sendo um de seus principais componentes.

Veja mais alguns detalhes sobre o mecanismo.

Captação pelos coletores solares

As placas solares são constituídas de vidros, placas de metal e serpentinas (por onde a água passa). Quando essa estrutura está em contato com a radiação solar, as placas metálicas acumulam calor e, como estão próximas da serpentina, transmitem esse calor.

Isso é feito em um fluxo contínuo: água fria entra e água aquecida sai, até que o reservatório esteja cheio.

Armazenamento de água quente

O reservatório possui um sistema inteligente de armazenamento, permitindo que água fria e quente fiquem no mesmo lugar. No entanto, apenas a água fria entra nas serpentinas, que acaba por voltar aquecida, assim, mesmo com tempo nublado, o reservatório garante a manutenção da água aquecida.

Para garantir que sua casa sempre tenha banhos quentes, vale notar alguns detalhes importantes, que serão explicados a seguir.

Alguns cuidados básicos para sempre ter banhos quentes

Em algumas localidades, o inverno costuma ser rigoroso, e o sol quase não aparece. Além disso, devemos lembrar que o sistema de aquecimento de água requer manutenção periódica, principalmente no que tange à prevenção e limpeza.

Veja alguns cuidados básicos para manter o sistema sempre em bom estado, assim como em pleno funcionamento!

Invista em coletores solares mais eficientes

Em regiões onde o tempo nublado fala mais alto, é muito recomendado investir em coletores com maior eficiência. Afinal, a captação da radiação solar é diretamente proporcional à eficiência de cada coletor, independentemente de sua área.

Quanto mais eficiente, mais radiação solar será captada. Dessa forma, o sistema não vai sofrer por causa do encobrimento do sol, pois, mesmo sem ser vista, a radiação ainda é captada pelas placas. Além disso, quando ele se expor por completo, o sistema vai fazer um ótimo proveito desse período.

Realize a limpeza das placas regularmente

No inverno, devemos prezar pela limpeza das placas, principalmente quanto à poeira acumulada. Lembre-se que a poeira representa um filtro para a radiação solar, diminuindo a eficiência das placas.

A limpeza é bastante simples: com uma vassoura, água e sabão neutro, basta esfregar, suavemente, o vidro da placa solar. E faça a lavagem sempre nas primeiras horas da manhã ou nas últimas da tarde quando o sol não está muito quente. Isto evitará que o vidro se quebre por choque térmico.

É recomendado realizar uma limpeza a cada 6 meses. Porém, isso é o mínimo que deve ser feito. Quanto mais limpinhas estiverem as placas, melhor será sua captação.

Analise qual tamanho de reservatório irá suprir a demanda da casa

Ter um reservatório de água quente maior vai aumentar a disponibilidade de água aquecida. No entanto, o mais importante no momento de escolher o tamanho do reservatório é levar em consideração a demanda, avaliando os hábitos presentes na casa onde ele será instalado. É essa demanda que deve basear a compra de um reservatório de 200, 400 ou 500 litros, por exemplo. No mercado há opções entre 200 e 6.000 litros.

Uma vez determinado o volume do reservatório, o próximo passo é fazer o cálculo que irá determinar quantas placas serão necessárias para garantir o aquecimento da água, de acordo com o volume do reservatório escolhido.

Cheque o sistema periodicamente

Mesmo as peças sendo de alta qualidade, vale a pena realizar revisões periódicas em todo o sistema — ainda mais com o inverno chegando! No caso, você pode fazer por conta própria: cheque se a resistência não está queimada – caso preciso ligá-la em algum período do ano; observe se as placas estão intactas; veja se não há vazamentos no reservatório; e demais observações do gênero.

Os serviços de revisão e limpeza do sistema podem ser realizados por você. Todavia, vale a pena contratar uma equipe especializada para isso. O custo costuma ser baixo, e você fica mais tranquilo.

Conclusão

Por fim, fica claro que podemos sim ter banhos mais quentes durante o inverno. Para isso, basta instalar um sistema de aquecimento de água, manter as placas limpas, ter um reservatório adequado a sua demanda diária e fazer revisões periódicas.

E o melhor de tudo é que, além de economizar, você ainda ajuda a preservar a natureza!