fbpx

7 passos para a redução de energia na indústria

7 passos para a redução de energia na indústria

As indústrias estão entre as maiores consumidoras da matriz energética brasileira. Segundo a própria Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), o setor é responsável por absorver cerca de 40% do volume produzido. Por isso, pensar na redução de energia na indústria é essencial.

O processo traz alguns desafios pela necessidade de mudar hábitos. No entanto, é possível de ser executado com um bom planejamento. Junto à redução de energia, há um nível maior de economia e de resultados melhores. Portanto, o desempenho do empreendimento é favorecido.

Na sequência, veja 7 práticas voltadas para a redução de energia na indústria e conheça os aspectos principais de cada uma.

1. Otimize o projeto de iluminação

As lâmpadas são itens básicos de qualquer ambiente industrial e também podem ser as responsáveis por grandes gastos de energia elétrica. Isso acontece, principalmente, ao utilizar modelos antigos, como lâmpadas de baixa potência e elevado consumo.

Para diminuir o valor da conta, prefira atualizar e otimizar o projeto de iluminação. Recorrer às lâmpadas de LED é uma boa alternativa, por causa dos benefícios que elas entregam. Além de serem mais potentes, não esquentam, duram mais e permitem realizar a redução de energia na indústria.

Também é interessante favorecer a entrada de luz natural, como por meio de janelas e claraboias, desde que isso já esteja presente na arquitetura do espaço. Assim, os custos ficam bem menores.

2. Adote o aquecimento solar

Outro ótimo jeito de conquistar esse resultado é ao utilizar uma fonte de energia limpa e renovável: a radiação solar. Nesse caso, basta instalar um sistema de aquecimento solar, o qual pode ser usado de maneira versátil e muito funcional para a redução de energia.

Ele atua por meio de placas coletoras, que captam e “prendem” a energia emitida pelos raios solares. Então, há um aquecimento localizado e o calor é transferido pela água que passa nesse componente. Depois, o líquido é armazenado em um reservatório isolado e que previne a perda de calor.

Na hora de utilizar água quente ou morna, basta abrir o registro adequado e a água que foi aquecida naturalmente será disponibilizada de maneira imediata. Em vários casos, inclusive, nem sequer é preciso que ocorra o acionamento elétrico.

Para obter a redução de energia na indústria, basta aplicar esse sistema em áreas específicas, como nos vestiários. Os funcionários terão banho quente com um custo menor, sem prejudicar o conforto. Além disso, processos que dependam de água aquecida também podem aproveitar a possibilidade.

3. Substitua componentes antigos por versões modernas

Na planta industrial, é comum contar com equipamentos de diversos tipos e com variadas funções. São motores, turbinas e geradores que realizam etapas pesadas para executar tarefas essenciais ao fluxo produtivo.

O grande problema é que esses são investimentos duradouros e, muitas vezes, antigos. Então, é normal encontrar motores e outros equipamentos que têm anos ou décadas de fabricação. Como a tecnologia caminha a passos largos, não são tão eficientes quanto os modelos atuais.

Para obter a redução de energia na indústria, vale a pena considerar a substituição de alguns componentes para opções energeticamente eficazes. Avalie qual será a provável economia com a troca e pense no retorno de investimento. Mais que ponderar o custo inicial, compreenda como a mudança vai gerar uma redução de energia e de gastos.

Assim, a substituição e a modernização de certos pontos pode ser um dos caminhos para potencializar os resultados.

4. Realize a manutenção periódica de equipamentos

Em outros casos, a troca completa não é necessária. O problema principal está na falta de manutenção, que faz com que os equipamentos não funcionem em condições ótimas e gastem mais que o desejável.

Os aparelhos de refrigeração são bons exemplos nesse sentido. Eles precisam de alguns componentes, como gás de refrigeração e compressores. Quando não atuam corretamente, exigem maior energia para manter o nível programado de temperatura. Então, a manutenção ajuda na redução de energia na indústria.

O processo deve ser realizado por profissionais especializados e visa a otimizar os principais itens do funcionamento. Inclusive, é algo que prolonga a vida útil e pode até adiar a necessidade de troca, em alguns casos.

5. Implemente práticas sustentáveis de redução de energia

Além das mudanças no que é utilizado, é fundamental considerar as transformações no comportamento. Aproveitar corretamente os recursos é um critério essencial para ter melhor desempenho e, assim, obter a redução de energia na indústria. Então, é indispensável desenvolver e incorporar práticas sustentáveis.

Capacite e conscientize os colaboradores sobre a exigência de utilizar os recursos com sabedoria. Explicar a necessidade de evitar desperdícios de energia, por exemplo, permite ter uma economia no cotidiano.

Vale até elaborar um manual de conduta e especificar ações, como não deixar as luzes acesas em certos ambientes ou usar os equipamentos dentro da faixa suportada.

6. Invista na automação para ter redução de energia na indústria

Além de contar com a colaboração dos funcionários, vale a pena pensar nos elementos de automação. Ao implementar a tecnologia para controlar os gastos, há a chance de obter a desejada redução de energia utilizada.

É o caso de definir um sistema de automação para a iluminação, em que há sensores de movimento e presença. Assim, não há o risco de os itens ficarem em funcionamento sem necessidade. Também vale pensar em alternativas para máquinas, como controle de desempenho para estabelecer a manutenção.

Quanto mais eficiente for a implementação de tecnologia nesse sentido, mais fácil é conquistar a redução de energia esperada para cada planta ou situação de mercado.

7. Conte com bons fornecedores para materiais e soluções

Além de aplicar essas dicas, é preciso pensar nas parcerias necessárias para obter a redução de energia na indústria. Na prática, significa contratar bons fornecedores para os materiais específicos.

Pense no caso do sistema de aquecimento solar. Ele é essencial, mas deve ser instalado com a orientação geográfica correta e de maneira otimizada. Por isso, pesquise o empreendimento antes de fechar negócio.

Confira se a empresa é uma referência no mercado e se oferece a melhor performance para a redução de energia. Verifique, ainda, se há o suporte técnico no período pós-contratação, pois isso garante o acompanhamento necessário caso ocorra algum problema.

Com a decisão certa, é mais fácil consolidar as mudanças exigidas para ter um desempenho otimizado.

A redução de energia na indústria é possível por meio da implementação de diversas práticas. Não se esqueça de focar na escolha adequada dos parceiros, pois, assim, dá para obter o melhor aproveitamento.

Para ficar por dentro com quem entende do assunto, conheça os materiais oferecidos pela Solarem e saiba ainda mais sobre a redução de energia!